Carregando...
Serviços

Dicas sobre limpeza de condomínio

limpeza em condomínio (1)

Você é síndico e/ou administra um condomínio? Então este conteúdo pode ser útil para lhe ajudar a organizar melhor o fluxo de limpeza do seu condomínio, e com isso, deixando satisfeitos, moradores, funcionários e visitantes.

Um lugar sujo afeta a todos os envolvidos, e pode gerar um enorme problema para quem administra. Isso porque muitas vezes o fluxo de pessoas pode ser agitado e não ter uma boa organização de limpeza pode tornar seu trabalho ineficiente e com isso gerar diversas reclamações.

Listamos alguns pontos chaves para organizar melhor este fluxo e tornar o trabalho mais produtivo e satisfatório.

Tipos de limpeza

Você sabe quais são os tipos de limpeza que existem? Caso não, este é um ponto importante para orientar a equipe e tornar mais eficaz o processo de limpeza no condomínio. Existem 3 tipos:

Geral – Auto-explicativo, ela é realizada por completa no condomínio, desde o hall, elevadores, escadas, áreas de lazer e etc. Dependendo do fluxo de pessoas, pode variar desde diariamente ou a cada semana / quinzena.

Manutenção – São manutenções preventivas, já comuns nos condomínios, como: limpeza de caixa d’água, Limpeza da piscina, dedetizações e etc.

Conservação – uma limpeza mais estética, como: tirar o pó das mesas do hall de entrada, aparar a grama, retirada de lixos, entre outros.

Mapa das áreas a serem limpas

É preciso que a equipe tenha mapeado as áreas internas do condomínio que devem ser limpas, a fim de não esquecer nenhum ponto. Isso irá facilitar também o fluxo de trabalho a ser realizado durante o dia ou semana.

Cada lugar tem sua particularidade. Por exemplo, o hall de entrada possui um bom fluxo de pessoas, além de ser muitas vezes o primeiro contato da pessoa, esse lugar tem uma tratativa diferenciada.

Áreas de lazer podem ter um fluxo menor de acordo com o cronograma de reservas, então pode ser um fluxo mais de final de semana, exigindo menos da equipe.

Frequencia

Tendo os tipos de limpeza a serem realizados, as áreas mapeadas, agora é preciso definir um cronograma/freqüência de limpeza no condomínio. Este é um item importante porque muitas vezes, pela limitação da capacidade operacional, deve estar equilibrada.

Isso de forma a não deixar ambientes descuidados, mas também dar conta com o pessoal interno, sem a necessidade de contratar mais funcionários e gerar mais custos para o condomínio.

De acordo com o fluxo de pessoas, e perfil do condomínio as frequencias podem variar. Isso devido a ser um estabelecimento comercial ou residencial, acordos estabelecidos com moradores e etc.

Produtos adequados

Os produtos também fazem a diferença na boa limpeza do condomínio. Procure trabalhar produtos de qualidade que tornem sua limpeza mais eficiente e duradoura. Alguns itens também podem ajudar os funcionários na organização, como também no manuseio dos equipamentos, como exemplo um carrinho de limpeza.

Nele você organiza os materiais necessários, como limpador de vidro, escovão, panos e etc, que podem facilitar o dia a dia do funcionário que está realizando o serviço.

Conclusão

Além de todos os itens que comentamos neste post, além da habilidade de coordenar a equipe, é importante criar uma conscientização de todos em relação a preservação do ambiente.